Buscar

Você sabia que é possível estimar a altura de uma pessoa a partir de uma foto ou de um vídeo?

Um dos métodos utilizado nos exames de estimativa de altura realizado pela Seção de Perícias de Biometria Forense e Audiovisuais (SPBA) é por meio de uma metodologia semiautomática. Tal metodologia possui a vantagem de não necessitar da cena geometricamente estruturada e de não utilizar estruturas de referência. Desta forma, com apenas a distância focal, a altura e o ângulo de inclinação da câmera, é possível estimar a altura humana em um registro audiovisual (imagem ou vídeo).

Técnica de metrologia de visão única. Esta metodologia baseia-se num dos principais conceitos de geometria de perspectiva, a razão cruzada, onde certas proporções do mundo real são mantidas quando mapeadas na imagem 2D. Como a razão cruzada é invariante, o valor calculado a partir da imagem é o mesmo valor que seria calculado a partir dos pontos no mundo.

Para sua aplicação, é necessária uma cena geometricamente estruturada, isto é, que contenha linhas paralelas (paredes, postes, linhas segmentadas em rodovias ou ruas, móveis, marcas no piso etc.) suficientes para permitir que pontos de fuga horizontais e verticais sejam localizados. Além disso, é necessário um objeto de referência de altura conhecida na cena, localizado no mesmo plano do alvo.

Créditos: Peritos Criminais Everaldo Henrique Diniz e Alex Chaves

Seção de Perícias de Biometria Forense e Audiovisuais - SPBA/IC









3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo