Buscar

Servidores do DETRAN são presos após investigação de superfaturamento de contratos.

Três servidores do Detran foram presos após a operação que investigava superfaturamento no contrato para manutenção dos veículos do órgão.


Segundo a polícia, as fraudes ocorreram desde 2018 quando servidores da autarquia e proprietários de oficinas mecânicas que faziam parte de uma organização criminosa usavam dinheiro público para pagar por peças automotivas com valores acima dos praticados no mercado.


Além do superfaturamento, a investigação apontou que o grupo cobrava por serviços não realizados e peças não trocadas para os quais os servidores do Detran atestavam a regularidade e autorizavam pagamentos.


O Instituto Criminalística (IC), através da Seção de Engenharia Legal e Meio Ambiente (SELMA), identificou que a maior parte das peças pagas não foram trocadas, além de incluírem itens que não existiam nos veículos. Peças em elevado estado de desgaste também foram identificadas, o que traz riscos aos servidores que utilizavam as viaturas em atividades rotineiras.




0 visualização0 comentário