Buscar

ECSTASY

MATERIAIS CONTENDO 3,4-METILENODIOXIMETANFETAMINA (MDMA), DROGA CONHECIDA POPULARMENTE COMO ECSTASY


O Laboratório de Química e Física Forense do Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal (LQFF/IC/PCDF) recebe regularmente essa substância, principalmente em comprimidos artesanais e cristais apreendidos durante operações realizadas pela PCDF.


No laboratório, os Peritos Criminais realizam a análise em pelo menos duas etapas:


▪️A primeira consiste em um conjunto de testes colorimétricos, utilizando reagentes adequados, que sugerem ou não a presença de MDMA. Este resultado pode ser relatado em Laudo Preliminar, o qual servirá para subsidiar tomadas de decisão quanto ao flagrante delito de tráfico de drogas, por exemplo.


▪️Já a segunda etapa tem por finalidade confirmar a presença da substância, resultando na sua identificação inequívoca. Para isso, os peritos criminais utilizam diversas técnicas analíticas, das quais podemos destacar a Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CGEM). Essa técnica permite separar os diversos componentes presentes no comprimido em análise e, ainda, definir a estrutura química da(s) substância(s) presente(s) por meio do perfil de fragmentação.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo